Câmara de Boa Vista presta moção de pesar pela morte de pioneiro de Normandia

por lucas93 — publicado 07/08/2018 13h18, última modificação 07/08/2018 13h18
Um dos responsáveis pelo desenvolvimento do Município de Normandia, Joaquim Correia de Melo morreu no último sábado, aos 95 anos
Câmara de Boa Vista presta moção de pesar pela morte de pioneiro de Normandia

Vereador Renato Queiroz propôs a moção (Danielle Silva)

A Câmara de Boa Vista aprovou nesta terça-feira, 7, moção de pesar pela morte de Joaquim Correia de Melo, um dos responsáveis pelo desenvolvimento do Município de Normandia, localizado a 187 quilômetros da capital. Ele morreu no último sábado, 4, aos 95 anos, vítima de um câncer.

Um dos primeiros moradores de Normandia, Melo foi o responsável por transformar o lago Caracaranã como um importante ponto turístico de Roraima. O lago ficou na fazenda de mesmo nome, herdada pelo pai Cícero Correia de Melo, até o processo de demarcação da Terra Indígena Raposa Serra do Sol, que retirou a família de Joaquim Melo da área.

“Pela fatalidade ocorrida neste final de semana, e em razão da sua história de vida e contribuição com aspectos históricos de Boa Vista, venho através deste requerimento parlamentar solicitar que meus pares aprovem uma moção de pesar”, defendeu Renato Queiroz (MDB), autor da moção.

O vereador Zélio Mota (PSD), que conheceu Melo e sua família, afirmou que a morte foi “uma grande perda para a nossa história”, devido sua contribuição para o Estado e a Normandia. “Ele deixou um legado de referência, de hombridade, carisma e honestidade para nós”, declarou.