Câmara de Boa Vista aprova nome de ex-vereador para a rua CJ-11, no bairro Jóquei Clube

por lucas93 — publicado 30/10/2018 14h07, última modificação 30/10/2018 14h07
Para propor o nome à rua, a parlamentar colheu assinaturas de 51 moradores da via. Aprovada, a mudança agora só depende da sanção da Prefeitura
Câmara de Boa Vista aprova nome de ex-vereador para a rua CJ-11, no bairro Jóquei Clube

Vereadora Mirian Reis, autor do PL (Danielle Silva)

A Câmara de Boa Vista aprovou nesta terça-feira, 30, o projeto da vereadora Mirian Reis (PHS) que denomina a rua CJ-11, no bairro Jóquei Clube, como Íris Galvão Ramalho, em homenagem ao ex-vereador e ex-presidente da Casa. Ele morreu em 2016, aos 86 anos.

Para propor o nome à rua, a parlamentar colheu assinaturas de 51 moradores da via. Aprovada, a mudança agora só depende da sanção da Prefeitura de Boa Vista para tornar-se lei.

Na sessão de hoje, familiares do homenageado comemoraram a aprovação do projeto. A esposa de Íris, Jandira Vieira Ramalho, usou a tribuna para agradecer ao plenário pela homenagem. Segundo ela, ele “nunca deixou as suas responsabilidades pela sua cidade, zelava muito por Roraima, pela família, pelas autoridades. Foi um homem muito respeitado aqui em Roraima”.

“Esse projeto, para alguns, parece ser tão insignificante. Mas a família que hoje está presente aqui na Câmara sabe o quanto ele é importante, por tornar o nome de uma pessoa eternizado numa rua”, declarou Mirian Reis, que reforçou que também é papel do vereador homenagear quem já trabalhou pelo Município.

Para o vereador Zélio Mota (PSD), “para muitos isso não tem importância, mas para outros, as pessoas que o conheceram, o povo de Boa Vista, este registro vai representar muito”.

Íris Galvão Ramalho nasceu em 8 de junho de 1930, em Boa Vista. Em vida, foi balconista, carpinteiro, mecânico, barbeiro e fotógrafo, função que exerceu principalmente na Polícia Militar. Em 1969, foi designado para gerenciar a Cooperativa de Abastecimento de Boa Vista.

Foi eleito vereador de Boa Vista pela primeira vez em 1972 e reeleito em 1976. Presidiu a Câmara de Boa Vista em 1978. Encerrou o mandato parlamentar em 1982, tendo proposto 384 indicações (sugestões de melhorias para a cidade). A união com Jandira Vieira Ramalho originou sete filhos.