Câmara de Boa Vista aprova audiências públicas, sessão itinerante e moção de pesar

por lucas93 — publicado 20/03/2018 14h40, última modificação 21/03/2018 16h50
Requerimentos de três vereadores solicitavam seis audiências públicas, uma sessão itinerante no Truaru e moção de pesar pela morte de servidora pública
Câmara de Boa Vista aprova audiências públicas, sessão itinerante e moção de pesar

O plenário da CMBV (Patrício Bispo)

A Câmara de Boa Vista aprovou nesta terça-feira, 20, requerimentos dos vereadores Júlio Medeiros (Podemos), Doutora Magnólia Rocha (PPS) e Idazio da Perfil (PP) que solicitam a realização de seis audiências públicas sobre diversos assuntos e uma sessão itinerante na comunidade indígena da Serra do Truaru. Depois de cada evento, a Casa irá elaborar um relatório com as sugestões feitas, o qual será enviado aos órgãos competentes.

O plenário também aprovou hoje o requerimento do vereador Zélio Mota (PSD) que pede moção de pesar pela morte da servidora pública Marilda Braga de Moraes, que morreu no último dia 25, aos 61 anos.

JÚLIO MEDEIROS

O vice-presidente da Câmara solicitou três audiências públicas, cujas datas ainda serão definidas. Um dos pedidos, feito em conjunto com o presidente Mauricélio Fernandes (MDB), solicita evento para debater a regulamentação da divisão do solo da capital para a implantação de condomínios habitacionais em sistema de lote. O debate também se estenderá à divisão de solo para sítios e chácaras de recreio, turismo e produção sustentável.

Outro evento terá como tema a segurança pública na capital. “É necessária uma ampla discussão com os órgãos de segurança, a sociedade organizada e os poderes constituídos para que sejam traçadas metas para combater os graves problemas que comprometam a segurança em Boa Vista”, disse Júlio Medeiros.

O vereador ainda solicitou uma audiência pública para discutir a “insegurança jurídica” que vendedores ambulantes na capital enfrentam para exercer sua função nas ruas. “Vários munícipes que atuam nessa área procuraram esta Casa para que formalize uma solicitação junto ao Poder Executivo de modo a atender essa situação que é de interesse e comodidade de todos que dependem dessa maneira de vida para sobreviver”, explicou.

DOUTORA MAGNÓLIA ROCHA

A vereadora solicitou três audiências para os meses de abril e maio. A primeira, marcada para o próximo dia 5, irá debater a atual situação dos imigrantes em Boa Vista.

A segunda, no dia 12, irá discutir os impactos da Emenda Constitucional do Teto dos Gastos no Sistema Único de Saúde (SUS). A última audiência será no dia 10 de maio, quando a Câmara irá reunir outras autoridades para debater a “Fraternidade e superação da violência”, tema deste ano da campanha da fraternidade, promovida pela Igreja Católica.

IDAZIO DA PERFIL

Solicitada pelo parlamentar, a sessão itinerante da Câmara em abril será na Serra do Truaru, no centro regional do Murupu, zona rural de Boa Vista. Ainda não há data para o evento.

“Vamos até lá verificarmos alguns problemas e responder perguntas dos interesses deles, porque às vezes eles têm dificuldades de ter acesso à capital e a nós vereadores. Então, nos colocaremos à disposição deles”, declarou Idazio da Perfil.

O evento permite a aproximação entre a Câmara e a população, que tem a oportunidade de reivindicar as melhorias para a comunidade.  Depois da sessão, os vereadores irão elaborar um relatório, que irá reunir as solicitações. O documento será enviado às autoridades competentes em resolver as problemáticas abordadas.