Câmara aprova Título de Cidadão Boavistense à professora Maria Wilma Craveiro e ao jogador Cacau

por lucas93 — publicado 04/10/2017 15h50, última modificação 04/10/2017 15h52
Professora e jogador receberão a honraria por prestarem inestimável trabalho e contribuição em prol da população roraimense
Câmara aprova Título de Cidadão Boavistense à professora Maria Wilma Craveiro e ao jogador Cacau

O vereador Ítalo Otávio, autor dos decretos (Foto: Danielle Silva/Secom CMBV)

Em turno único, a Câmara de Boa Vista aprovou nesta quarta-feira, 4, os Projetos de Decreto Legislativo 49 e 51/2017, do vereador Ítalo Otávio (PR), que concedem o Título de Cidadão Boavistense à Maria Wilma Marinho Craveiro da Silva e ao jogador de futebol Cacau, por terem prestado “inestimável trabalho e contribuição em prol da população roraimense”. A solenidade de entrega das honrarias ainda não tem data definida.

PDL 49/2017 - “Peço aos meus pares que votem sim, para a gente homenagear a professora Wilma, uma roraimense nascida no Piauí, e que a gente dê esse orgulho para a ela. É um título mais que merecido”, defendeu o autor do decreto, aprovado por 17 votos.

O projeto concederá a honraria à professora Maria Wilma, nascida em Parnaíba (PI), onde cresceu e iniciou sua vida estudantil. A docente veio para Roraima em 1990, em busca de melhores condições de trabalho.

Trabalhou em várias instituições, entre elas, a escola estadual Tancredo Neves, onde ministrou as disciplinas de Ciências para alunos do Ensino Fundamental, e Biologia para o Ensino Médio, e coordenou a feira de ciências da unidade.

É professora municipal concursada desde 2004. Foi diretora das escolas municipais Francisco Cássio de Morais e Maria Gonçalves Vieira, e ajudou a aumentar o IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) das unidades. Atualmente, Maria Wilma dá aulas na escola Martinha Thury.

“Ser homenageada com essa honraria é uma surpresa para mim. Faço um trabalho há tanto tempo, e o vereador Ítalo, que já é um amigo, perceber a importância do professor, para mim foi magnífico. Só tenho a agradecer”, declarou a professora.

PDL 51/2017 - Aprovado por 16 votos, o decreto concederá o título a Cláudio Germano Silva e Lima. Nascido em Boa Vista, Cacau tem 16 anos de carreira, a qual iniciou no Baré (RR).

Como jogador profissional, atuou em clubes de fora, como o Paraná Clube (PR), onde jogou por três anos. No time paranaense, tornou-se o primeiro jogador roraimense a disputar a Série A do Campeonato Brasileiro e a Copa Sul-Americana. Lá, conheceu grandes jogadores, como Thiago Neves, que atualmente joga no Cruzeiro (MG).

Em 2015, sofreu uma trombose cerebral que o afastou do futebol por um tempo. Sua superação veio no ano seguinte, quando já recuperado, ajudou o Baré a se destacar no Campeonato Roraimense de Futebol, o que rendeu ao time o retorno às competições nacionais, depois de cinco anos sem o clube disputá-las.

“Agora vejo que as coisas que fiz no passado e agora no presente, vão valer para o futuro. Esse título é uma coisa que vai ficar para a minha família, será um orgulho para o meu pai, para a minha mãe, para a minha família. Com certeza, é uma coisa que eu nunca vou esquecer. Vai ficar sempre guardado no meu coração”, disse Cacau.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.