Câmara aprova 4 sessões itinerantes e 2 audiências públicas e completa agenda de maio

por lucas93 — publicado 18/04/2018 14h02, última modificação 18/04/2018 14h02
Requerimentos de vários vereadores foram aprovados hoje. As datas que constam nos documentos podem sofrer alterações
Câmara aprova 4 sessões itinerantes e 2 audiências públicas e completa agenda de maio

O plenário da CMBV nesta quarta-feira (Danielle Silva)

A agenda de maio da Câmara Municipal de Boa Vista foi fechada nesta quarta-feira, 18, com a aprovação de requerimentos que solicitam quatro sessões itinerantes em bairros da zona Oeste e duas audiências públicas no plenário Casa. As datas que constam nos documentos podem sofrer alterações.

Para 2 de maio, a Câmara marcou uma audiência para tratar do desligamento do sinal analógico de televisão (Requerimento 24/2018). No dia seguinte, haverá uma sessão itinerante no bairro Jardim Olímpico (21/2018).

No dia 10, será a vez do bairro Araceli Souto Maior receber a sessão (20/2018). No dia 17, a itinerante da Câmara será no Senador Hélio Campos (22/2018), enquanto no dia 24, o evento será no Alvorada (23/2018).

Em 25 de maio, a Câmara realizará uma audiência (19/2018) para debater ações e políticas públicas sobre a Educação Especial na rede municipal de ensino, com o intuito de subsidiar a inclusão escolar de alunos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação.

Os requerimentos 20, 21, 22 e 23 são de autoria de todos os vereadores, o 19 é Professor Linoberg (Rede) e Pastor Jorge (PSC), e o 24 é de Zélio Mota (PSD).

CAMPANHA DA FRATERNIDADE

No dia 10 de maio, haverá uma audiência sobre a “Fraternidade e superação da violência”, tema deste ano da Campanha da Fraternidade de 2018, da Igreja Católica. Aprovado em março, o requerimento que pede o evento é da vereadora Doutora Magnólia (PPS).

SESSÃO ITINERANTE E AUDIÊNCIA PÚBLICA

A sessão itinerante é um evento em que a Câmara leva a sua estrutura legislativa para perto da população, que tem a oportunidade de relatar os problemas que mais afetam o seu cotidiano. As solicitações serão reunidas em um relatório que será enviado às autoridades competentes em resolver as problemáticas abordadas.

Na audiência pública, a Casa convida a população, as entidades e órgãos competentes para discutir soluções para os problemas que afetam a cidade. E também é por meio de um relatório que as sugestões abordadas são enviadas aos órgãos competentes.