Aprovado projeto que declara de utilidade pública a loja maçônica Sylvio Lofêgo Botelho

por José Lucas publicado 06/06/2018 13h20, última modificação 06/06/2018 13h26
A loja é uma instituição maçônica sem fins lucrativos que presta relevantes serviços sociais e filantrópicos à sociedade roraimense
Aprovado projeto que declara de utilidade pública a loja maçônica Sylvio Lofêgo Botelho

Vereador Rômulo Amorim, autor do PL (Patrício Bispo)

A Câmara Municipal de Boa Vista aprovou nesta quarta-feira, 6, Projeto de Lei do vereador Rômulo Amorim (PTC) que declara de utilidade pública a Loja Simbólica Sylvio Lofêgo Botelho. A proposta só depende da sanção da Prefeitura de Boa Vista para tornar-se lei.

Conforme o projeto, a loja localizada no bairro 31 de Março é uma instituição maçônica sem fins lucrativos que presta relevantes serviços sociais e filantrópicos à sociedade roraimense. A instituição visa o progresso e o desenvolvimento da maçonaria local.

Fundada em 31 de março de 1980, a loja maçônica criada em Roraima recebeu como patrono o médico Sylvio Lofêgo Botelho, escolhido por “boas ações e serviços prestados à comunidade deste Estado” no exercício de sua profissão, quando vivo.

Segundo o autor do projeto, a instituição “permanece em plena atividade, altiva e buscando sempre sua elevação graças às vibrações positivas de todos os seus membros, que se tem constituído em fonte alimentadora de trabalho e dedicação das sucessivas administrações que dirigiram seu destino ao longo de sua existência”.

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.